sábado, 14 de fevereiro de 2009

Olhar Reflexo


Olhar Reflexo

Uma coisa tão importante, também pode ser extremamente difícil de se notar.
Nota-se a cor do olho, mas deixa-se passar desapercebido o brilho do olhar.
O verde luminoso da íris pode revelar da morte o negro desvão.
A íris negra da moça brejeira, pode iluminar a mata em meio à escuridão.

Janelas das almas são os olhos, revelam tudo o que se passa dentro de todos nós.
Brilham de alegria os olhos castanhos, enquanto os olhos azuis às lágrimas dão foz.
Gotas translúcidas de vida e de emoção brilham, feito água sob o sol do meio dia.
Na face de um deixam claro o ódio e a morte, na de outro o amor, e a alegria.

Olhos cinzentos, ou ainda cor de mel, furta-cor, ou vermelhos, tudo refletem.
Reflexos de nosso interior, traidores de nossas segundas intenções, incômodos espelhos.
Quem não tem tais intenções, não vive ou mente, não precisa de olhos de qualquer cor.
Quem nunca mentiu por algum motivo, jamais se incomodou com isso, mas também não viveu um grande amor.

Amar talvez nos leve a mentir ocasionalmente, mas revelamos a verdade no espelho do olhar.
Água que reflete a luz do sol e da lua, água que é vertida em lágrimas, água que limpa e refresca.
A verdade mais pura é a que nos mostra a todos como grandes mentirosos, mas que mostra também que o fazemos por amar.
Mentimos para não ver o ser amado sofrer, mentimos para simplesmente sonhar, e fazer do sonho uma verdade.
Poetas são mentirosos, sonham demais com qualquer coisa que se lhes apresente, assim são todos os amantes.
Mentimos para criar aquilo que não existe, e fazer brotar na alma das pessoas, um sentimento verdadeiro.
Esta verdade passa pelas janelas coloridas dos olhos, e mostra nossas verdadeiras intenções.
No final, a nossa mais intima verdade, nasce de uma doce mentira de amor, que vaza pelos olhos.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


7 comentários:

Janaina Brum disse...

Oi, Zisco, hoje foi minha primeira postagem para o blog, espero que voces gostem! Bjs, lindo textoo

Avassaladora disse...

Nossa, Zisco!
Que texto lindo. Achei o melhor da serie "olhos" ou "olhar"...
REalmente, podemos dizer mil mentiras, mas não sustentamos nenhuma com um simples olhar!
Basta um olhar!
E toda a nossa fortaleza se esvai...
Lindo demais...


Beijos e carinhos

€sterança disse...

Oi amigo, vc não pode ficar fora dessa, trouxe um convitinho especial:


Estou passando nos blogues amigos para convidá-los a participarem da Blogagem Coletiva sobre “INCLUSÃO SOCIAL” que acontecerá no próximo dia 09/03/2009.

Ficarei muito feliz de poder contar com sua participação!
Se for participar, por gentileza, deixe um recado no blog Esterança.

Desde já, muito grata!

Ester.

€sterança disse...

Obrigada querido, vc é um amor mesmo!

baci,

Adriana disse...

lindo!!!

Janaina Brum disse...

Zisco, tenho lido esses dois últimos poemas várias vezes, são realmente lindos! Deverias nos presentear com mais poemas maravilhosos!
Bjs, JAna

Mírian Mondon disse...

Zisco,
A visao que voce tem do olhar é bela e apaixonada!

Tem meme pra voce la no blog, sua torcida esta querendo te conhecer melhor! rs