quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Sonhos Alagados


Sonhos Alagados

Hoje o dia esteve abafado, o mais quente do verão em São Paulo até agora, suor e cansaço tomaram conta de mim, e eu a me cobrar quanto a tudo que tenho que fazer.
Contas a pagar, serão pagas, textos a escrever serão terminados, mas hoje isso não irá acontecer, hoje só quero dormir, uma chuva acaba de cair, e o calor vai com certeza aumentar, o dia foi quente, a cidade está quente, a água cai e evapora quase que imediatamente, suor e calor às 23:20 , não parece que já é noite alta, parece que é meio dia.
Enquanto escrevo ouço o barulho dos carros nas ruas, o suor escorre e incomoda, , a cama convida, mas ao mesmo tempo assusta pois deitar sobre os lençóis me fará suar mais, preciso de ar condicionado em cãs, mas odeio ar condicionado, já passei mau bocados trabalhando em ambientes com ar condicionado muito forte.
Hoje aquele velho mas fiel ventilador será minha salvação, mesmo assim ainda terei sonhos molhado, literalmente alagados, assim como os sonhos de noites de verão costumam ser, que Shakespeare me perdoe o trocadilho infame.
O grande Shakespeare, jamais imaginaria que se pode ter temperaturas semelhantes aos 22ºC que estamos tendo hoje nesse horário, próximo à meia noite, um cidadão britânico morreria de calor nessas condições.
Estou tentando achar um jeito de terminar um conto e com certeza o terminarei fazendo com que nele a raça humana pereça num planeta que se tornará tórrido e poluído daqui há 50 anos ou menos .
A rotina é sempre entediante, e se torna insuportável com a temperatura nesses patamares, eu preferiria um inverno rigoroso, a um verão massacrante, alagando tudo com a chuva lá fora, e o suor nos nossos corpos.
Agora o ar condicionado mais perfeito do planeta começou a trabalhar, a chuva despenca sem do , já é um novo dia, talvez seja isso mesmo que eu tenha que fazer, vou esquecer a janela aberta, vou fazer de conta que lá fora ela não irá alagar nada, vou apenas apreciar o frescor dessa brisa que entra, e vou dormir, não mais alagado em suor, mas vou tentar não pensar no alagamento que possa estar acontecendo onde seria natural e bem vindo , desde que ninguém estivesse morando por lá, em poucas horas o sol irá brilhar, e as estações de rádio e televisão irão falar sobre esta noite, mostrarão suas imagens, é só mais um dia quente, e mais uma noite molhada, numa cidade cheia de gente.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

6 comentários:

Esterança disse...

Oi meu amigo,

anda sumido,

espero que esteja tudo bem!


bjs!

Esterança disse...

Ah! vc me constrange com a sua delicadeza, que lindo vc é!

Esterança disse...

Ziscolito,

acabei de postar lá no magic blog,

sabe, estou amando! estou descobrindo, de repente, que posso escrever outras coisas tb..

já tenho outras coisas em mente,

os créditos são todos seus, meu ilustre e querido amigo!

Esterança disse...

Achei muito legal da sua parte, deixar o convite em aberto,
isso evita constrangimentos,
nem todo mundo gosta de parcerias,
e as vezes fica sem jeito de
declinar do convite,

vc pensa em tudo.

Mirian Mondon disse...

Obrigada Ester e Zisco por compartilharem o que pensam. E verdade que as vezes corremos atras do vento e desperdiçamos um bem precioso que é o tempo.
Tenho pensado muito nisso. Em como devo usar meu tempo e minha vida de maneira proveitosa.

Abraços aos dois!

Janaina Brum disse...

Gostei do blog! Além disso, esta imagem é linda!! Apesar de estar no sul do país, temos algo em comum! Abraços