domingo, 14 de junho de 2009

Tecendo


Quero com este post retomar uma atividade que já havia parado há muito tempo.Vou retomar minhas trovas.
A proposta é a seguinte:

Uma quadra de versos onde a rima se faz de forma alternada

Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar

Segue-se a trova com o 4º verso iniciando a nova quadra

Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão.

Desta forma proponho a cada visitante que inicie nova trova a partir do 4º verso da que foi postada anteriormente, vamos tecer com versos nossa própria poesia.

Para facilitar é aconselhavel que cada um copie e cole em sua contribuição aquelas que já foram postadas.

Espero também que possam visitar o Tear de Sentidos, é um blog muito interessante de duas amigas fenomenais, Jana e Tê.

13 comentários:

Zisco disse...

Vou continuar a brincadeira.

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

Fatima Cristina disse...

Oi Zisco!
Gostei da brincadeira!

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."


Beijos!

Zisco disse...

Então vamos brincar!

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."

"Sonhar com as ondas do mar

Alegrando nosso viver

Sonhar com o simples bincar

Andando na praia ao entardecer"

Fatima Cristina disse...

Ficou muito legal!
Bjs!

Avassaladora disse...

...
Então vamos brincar!

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."

"Sonhar com as ondas do mar

Alegrando nosso viver

Sonhar com o simples bincar

Andando na praia ao entardecer"

"Andando na praia ao entardecer

Nadar, brincar, correr

Amar voce sob as estrelas

Em seus braços esperar o amahecer"



Zisco, paixão de amigo!

Tái meu verso..rs

Tecer poesias com vc... Que delícia!

Zisco disse...

Avassaladora, vc é demais!

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."

"Sonhar com as ondas do mar

Alegrando nosso viver

Sonhar com o simples bincar

Andando na praia ao entardecer"

"Andando na praia ao entardecer

Nada, brincar, correr

Amar voce sob as estrelas

Em seus braços esperar o amahecer"

"Em seus braços esperar o amahecer

Ver a noite passar, e sol sorrir

Um dia novo ver contigo nascer

Sei que mais um novo dia há de vir"

Fatima Cristina disse...

voltei!

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."

"Sonhar com as ondas do mar

Alegrando nosso viver

Sonhar com o simples brincar

Andando na praia ao entardecer"

"Andando na praia ao entardecer

Nadar, brincar, correr

Amar você sob as estrelas

Em seus braços esperar o amanhecer"

"Em seus braços esperar o amanhecer

Ver a noite passar, e o sol sorrir

Um dia novo ver contigo nascer

Sei que mais um novo dia há de vir"

Sei que mais um novo dia há de vir

Sei também que ele nos fará sorrir

E então esperaremos o seu anoitecer

Murmurando promessas e evocando o prazer

-----------------
e a bola rola!
Bjs, Fatima

Zisco disse...

Tô vendo, já respondi.

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."

"Sonhar com as ondas do mar

Alegrando nosso viver

Sonhar com o simples brincar

Andando na praia ao entardecer"

"Andando na praia ao entardecer

Nadar, brincar, correr

Amar você sob as estrelas

Em seus braços esperar o amanhecer"

"Em seus braços esperar o amanhecer

Ver a noite passar, e o sol sorrir

Um dia novo ver contigo nascer

Sei que mais um novo dia há de vir"

"Sei que mais um novo dia há de vir

Sei também que ele nos fará sorrir

E então esperaremos o seu anoitecer

Murmurando promessas e evocando o prazer"

"Murmurando promessas e evocando o prazer

Prazer de brincar, com palavras e com sentidos

Como bola no pé do menino, venho te escrever

Versos, simples e ingênuos, porém divertidos."

.....................

Bola levantada na área, chuta!

Fatima Cristina disse...

Está ficando muito bom...

Depois volto e marco o gol de letra(s)!

Bjs.

Mari Amorim disse...

"Dormi, lindo sonho sonhei

Senti, preguiça de acordar

Sorri, com o amor acordei

Corri, hora de trabalhar"

"Corri, hora de trabalhar

Trabalho, por meu justo quinhão

Salário, não me permite sonhar

Suado, para comprar o meu pão."

"Suado, para comprar o meu pão

"Bem sei, um dia hei de parar

O sonho alimenta o coração

Não para, vida sempre a pulsar."

"Não para, vida sempre a pulsar

Parar só se for para sonhar

Sonhar com um dia lindo

Sonhar com as ondas do mar."

"Sonhar com as ondas do mar

Alegrando nosso viver

Sonhar com o simples brincar

Andando na praia ao entardecer"

"Andando na praia ao entardecer

Nadar, brincar, correr

Amar você sob as estrelas

Em seus braços esperar o amanhecer"

"Em seus braços esperar o amanhecer

Ver a noite passar, e o sol sorrir

Um dia novo ver contigo nascer

Sei que mais um novo dia há de vir"

"Sei que mais um novo dia há de vir

Sei também que ele nos fará sorrir

E então esperaremos o seu anoitecer

Murmurando promessas e evocando o prazer"

"Murmurando promessas e evocando o prazer

Prazer de brincar, com palavras e com sentidos

Como bola no pé do menino, venho te escrever

Versos, simples e ingênuos, porém divertidos."

"Divertidos são os sons
do menino sorrindo,
com a bola no pé
eu lhe pergunto
qual teu nome menino?
sou o futuro,
meu nome é Zé

Fatima Cristina disse...

... continuando...

..."Versos, simples e ingênuos, porém divertidos."

"Divertidos são os sons do menino sorrindo,
com a bola no pé
eu lhe pergunto
qual teu nome menino?
sou o futuro, meu nome é Zé"

"Sou o futuro, meu nome é Zé
o Zé dos dias ensolarados
o Zé dos parques encantados
o Zé do futuro aqui no presente
O Zé que mora em sua mente"

..........
rolei a bola...
simtático este Zé, hein?

Bjs!

Mari, chegando aqui foi que vi que vc já brincava por aqui também... bjs

Fatima Cristina disse...

ooops...

simpático...

;)

Mírian Mondon disse...

Muito legal. o poema ficou otimo!
Parabens aos tres!

Bjs